NEWSLETTER

Email:
Telefone:
 

ENQUETE

(Janeiro/2017) O que afeta mais a produtividade de sua estufa?

CLIMA (ex: muito calor ou muito frio)

PRAGAS OU DOENÇAS (ex: insetos ou fungos)

ÁGUA (ex: disponibilidade hídrica local escassa)

OUTROS FATORES (comente pelo e-mail contato@revistahidroponia.com.br)

NADA (em caso de condições apropriadas de cultivo)
















































































POR DENTRO DA ESTUFA


Alface americana hidropônica: problemas e soluções no cultivo caseiro

19/07/2016


O eletrotécnico e hidroponista caseiro Luishton Rogerio Da Silva, de Nova Venecia, no Espírito Santo, envia um questionamento para solucionar o problema que enfrenta em sua pequena produção. Os Consultores Hidropônicos Avançados Pedro Furlani e Jorge Barcelos respondem.

Luishton Rogerio Da Silva, eletrotécnico e produtor hidropônico caseiro, Nova Venecia, (ES): Olá, gostaria que me orientassem para resolver um problema em minha produção hidropônica caseira. Comprei via internet dois pacotes com os nutrientes para preparar a solução nutritiva (não recordo os nomes dos compostos). Na hora de fazer a mistura, a recomendação era colocar os respectivos conteúdos para diluição em recipientes de cinco litros cada, sendo que em um dos recipientes a substância apresenta aspecto avermelhado.  

Em seguida, em uma caixa de 80 litros de água, diluí meio litro de cada solução concentrada. Não verifiquei o pH da água e comecei a plantar. Comprei sementes de rúcula e alface americana, coloquei-as no berçário com esponjas improvisadas. Após sete dias, as sementes começaram a germinar. Coloquei as mudas nos perfis e atualmente já estou colhendo as rúculas, mas a alface americana não se desenvolveu plenamente (e já se passaram quase dois meses).

Outra coisa que observei foi que em um dos recipientes (acho que é ácido bórico) começam a surgir “nódulos” e preciso descartar o conteúdo.

Sobre o processo, conforme vai baixando o nível de solução, vou acrescentando mais solução na produção. Não encontro demais problemas, só o desenvolvimento não corresponde à expectativa.

Dr. Pedro Roberto Furlani, engenheiro agrônomo: Olá. O uso de kits é interessante e prático para quem quer iniciar uma produção hidropônica. Contudo, sem as especificações sobre qual o kit foi utilizado para o preparo da solução, não há como conceder uma resposta absoluta. Com base no seu relato sobre a formação de nódulos ou precipitação causada por ácido bórico em um dos recipientes, deduzo que os micros foram fornecidos na forma de sais inorgânicos. Neste caso de Hidroponia familiar ou em pequena escala, recomendo trocar a solução nutritiva a cada semana, não descuidando de completar o volume do depósito todos os dias. Faço essa recomendação em função da falta de condutivímetro. Boa sorte.

Dr. Jorge Barcelos, engenheiro agrônomo e coordenador do LabHidro da UFSC: Olá. Acreditando que o kit adquirido seja para render 1.000 litros de solução nutritiva, como é o usual, faço as seguintes considerações:

  • Se 5 litros de cada componente preparam 1.000 litros de solução, utilizando a regra de três, para preparar 80 litros é necessário de 400 mL de cada garrafa;
  • Acredito que a alface americana não está crescendo por que a solução está fraca (aguada). Um condutivímetro poderia deixar isso claro;
  • O melhor desenvolvimento da rúcula pode acontecer pelo falo dessa cultura aceitar menores níveis de ECs (condutividades elétricas);
  • Verifique também se uma das razões não está relacionada à falta de luminosidade. A alface cresce melhor com a exposição direta de sol, de 10 a 12 horas por dia. No caso da rúcula, a exigência de luz é menor;
  • Quanto aos adubos, seja em pó e o dissolvido (garrafa), devem ficar em local fresco e à sombra;

   Abraço



SUGESTÃO DE POSTAGENS