NEWSLETTER

Email:
Telefone:
 

ENQUETE

(Abril/2017) Qual o seu interesse neste site?

Sou hidroponista, busco mais conhecimento na área

Sou produtor convencional, quero migrar para a Hidroponia

Sou empresário/fornecedor, quero investir no setor

Sou consumidor, quero informações

Outro objetivo? Comente pelo e-mail redacao@revistahidroponia.com.br
















































































POR DENTRO DA ESTUFA


Dicas para começar o cultivo de tomate hidropônico

Consultores Hidropônicos Avançados respondem perguntas de produtor iniciante

08/03/2017


O leitor Luiz Fernando Rauber Albé, de Taquara (RS), está começando na técnica do cultivo sem solo e gostaria de orientações sobre a produção de tomate. Os Consultores Hidropônicos Avançados Fernando César Sala e Marcelo Arrighi respondem.

Luiz Fernando Rauber Albé, de Taquara (RS):

Olá, amigos! Estou começando na Hidroponia e tenho algumas dúvidas. Pretendo cultivar tomate grape. Gostaria de saber se já começo com esta variedade ou com o tomate tradicional. Qual substrato é mais indicado para o cultivo? Ouvi falar de casca de arroz, fibra de coco, areia e composto orgânico. Nesta linha, qual teria o melhor custo-benefício? E qual seria a melhor estrutura para o sistema?

Fernando César Sala, professor do Departamento de Biotecnologia e Produção Vegetal e Animal da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) campus Araras:

Prezado Luiz,

1. O tomate grape é uma tipologia que tem crescido muito em consumo no Brasil. O plantio deste ou outro tipo de tomate demandará tratos culturais e manejo muito similares. Ou seja, quanto a estes aspectos, independe o tipo a plantar. O que influenciará nesta decisão será seu mercado. Plante aquele que terá melhor aceitação;

2. Recomendo o uso de fibra de coco ou esse substrato mais casca de arroz carbonizada. Muitas empresas já vendem estes substratos misturados. As vantagens da mistura (fibra + casca) são a melhor aeração e custo;

3. A estrutura para o tomate grape envolve o uso de ambiente protegido, cultivo em vasos (ideal até 8 litros) e sistema de fertir­rigação e tutoramento das plantas. Seguir orientações técnicas quanto ao cultivo em ambiente protegido para esta espécie.

Abraço.

Marcelo Arrighi, engenheiro agrônomo e diretor da Aquafértil, de Ibiúna (SP):

Olá, Luiz Fernando,

Respondendo à sua primeira pergunta, tanto o cultivo de tomate grape quanto o tradicional tem aspectos similares e grau de dificuldade parecidos, mas cada um com suas particularidades. Você deve observar dados como localização, clima, análise de água, estrutura, manejo, etc.. Quanto ao substrato, temos ótimas opções no mercado. Porém, para uma indi­cação mais técnica, devemos saber como será sua irrigação, onde vai ser colocado o substrato, se é slab ou vaso, e outros fatores. Mas podemos dar uma sugestão que outros produtores utilizam, por exemplo, a mistura de 50% de fibra de coco mais 50% de turfa de sphagno ou turfa preta. Outra opção seria utilizar 100% de uma turfa de sphagno de boa qualidade. A casca de arroz e areia são usados para melhorar a drenagem. Você deve utilizar este recurso, se for necessário.



SUGESTÃO DE POSTAGENS